Como diminuir trocas e devoluções em e-commerces com a realidade aumentada

Um dos grandes problemas de ecommerces são as taxas de trocas e devoluções, mas também a taxa de conversão que, normalmente, é menor do que a empresa precisa. Aqui nós vamos falar sobre como a realidade aumentada pode te ajudar a mudar esse cenário.

Por que pensar em como acabar com as trocas e devoluções em ecommerces?

Embora as vendas pela internet sejam uma forma mais barata e rápida de vender, ainda existem algumas problemáticas.

Por que as pessoas devolvem ou trocam os produtos?

As devoluções e trocas funcionam como uma grande e incomoda pedra no sapato das empresas. Elas tiram margem de lucro, precisam de várias pessoas envolvidas no processo e ainda existem grandes chances de perder o cliente.

Segundo o E-commerce Brasil, em 2019 a média dos produtos devolvidos era de 5% em nosso país. No entanto, alguns setores, por exemplo, de moda, sofrem mais ainda com isso, pois as taxas possuem uma média de 30%.

Essa parcela de devolução acaba diminuindo os seus ganhos sobre as vendas, mas, além disso, diminuem as taxas de fidelização de clientes.

Não podemos esquecer que também causam uma experiência ruim, fazendo com que dificilmente o cliente volte a comprar.

Como resolver esse problema?

Experimentação virtual

Você concorda que ao comprar em uma loja física o cliente pode tocar, experimentar e até se vê no espelho e isso faz ele ter mais certeza sobre sua escolha?

Em lojas físicas, as trocas e devoluções normalmente acontecem para produtos comprados para presente, mas em lojas virtuais acontece com mais frequência. Afinal, os compradores não conseguem ter uma imagem mais real dos produtos, obviamente, quando não possui a realidade aumentada implementada.

Com o uso desse recurso, os clientes conseguem ser mais engajados com a marca, mas também se sentirem em um cenário envolvente e experimentar virtualmente os produtos.

Como funciona isso de “experimentar virtualmente”?

Esse recurso já é muito utilizado por lojas de decoração e móveis, que possibilitam que o comprador visualize realisticamente como o objeto desejado ficaria no ambiente da sua casa.

É simples de visualizar isso, lembra daquele cachorrinho caramelo do filtro do Instagram? É mais ou menos assim que funciona. 

Para entender melhor, confira e teste essa aplicação criada por nós:

Clique aqui para visualizar

Quando falamos em lojas virtuais, pode ser ainda mais perfeito usar a realidade aumentada, afinal, a experiência vai ser ainda melhor do que ver em sua casa. 

Alguns exemplos de uso da AR são:

  • Wanna kicks, o app da Adidas onde você consegue visualizar os tênis da marca em seus pés
  • Tok Stok: Móveis e Decorações, onde você pode ter uma visão mais realística dos produtos em casa
  • Marcas de maquiagem, por exemplo, Natura, Mary Kay, Maybelline que usam a AR para cientes experimentarem suas makes. 

O próprio Google tem suas ferramentas com realidade aumentada, por exemplo, o app do Google tradutor, que usa realidade aumentada, que aciona a câmera e traduz em tempo real pela tela do celular.

Ele também possui o Google Lens, que usa a realidade aumentada para identificar espécies de animais e flores. No entanto, também ajuda a pesquisar produtos, encontrando preços e onde comprar.

O Google é um grande exemplo de fidelização, afinal, mais de 69% das pessoas no mundo preferem ele como navegador padrão. 

Melhorar a qualidade das imagens

As imagens, com certeza, são parte importante para apresentar o produto, mas também para convencer o cliente a comprar. Desta forma, quanto melhor for a qualidade, mais chances de o cliente escolher, mas também de ficar com o produto.

Afinal, quanto mais próximo da imagem o produto for, mais o cliente vai estar ciente das formas, cores e texturas. Assim, não se decepciona, pois, vai receber o que viu e escolheu.

Com imagens 3D, além de conseguir mostrar o produto mais próximo da realidade também consegue economizar com a produção de imagens. Isso acontece porque não é necessário tirar centenas de fotos de cada variação de produto. Com a realidade aumentada, é preciso tirar apenas algumas fotos e as variações são criadas em 3D.

UX Design

A experiência do usuário será um dos grandes diferenciais dos próximos anos, pois as pessoas vão estar menos interessadas em decifrar como usar um site. 

Embora isso já seja amplamente conhecido hoje, alguns ecommerces ainda são bem bagunçados e pouco intuitivos.

Melhorando a experiência do usuário, o cliente consegue entender mais rápido e  seguir uma compra com mais facilidade. No caso do site, não vai acontecer trocas ou devoluções, porque os clientes sequer vão comprar.

Além da experiência no próprio site, é preciso pensar no visual commerce, ou seja, como essas imagens podem ser mais irresistíveis.

Não se trata mais de só apresentar, se trata de romper barreiras entre o online e o físico, mas sim aproximar o cliente do desejo de compra.

Simplifique e aprimore a experiência do cliente para garantir o sucesso do seu negócio. 

Crie conexões com o comprador

A cereja do bolo de toda loja, independentemente do nicho em que atue, é conseguir ter clientes fãs.

As pessoas gostam de conexão, de se sentir parte de algo e quando uma marca consegue isso, ela zerou o jogo.

A realidade aumentada também consegue fazer isso, causando uma conexão com um produto, experimentando algo novo e tendo uma experiência online diferente da convencional.

E a realidade aumentada é customizável, por isso, é possível criar várias experiencias para os clientes. 

Ao usar a realidade aumentada sua marca será disruptiva, acessível e palpável, perfeita para criar uma relação forte e duradoura.

Percebeu como a realidade aumentada pode diminuir as devoluções e trocas e aumentar as conversões?! Muitas empresas já usam e já colhem esses resultados. Veja um exemplo de aumento de 250% de conversão.

Quer ter tudo isso no seu negócio? Fale com a gente e faça seu orçamento.